quarta-feira, 11 de junho de 2008

Por (não) falar em saudade

Quando a gente mora longe das "origens", qualquer coisa deixa a gente saudoso, qualquer lembrancinha é suficiente pra dar uma balançada. Qualquer e-mail, qualquer caixinha que o correio traz, qualquer voz que fala pelo skype...
Essas são algumas "coisinhas", dentre as muitas que amo e que deixei aí no Brasil. Mamãe me mandou essas fotos hoje e eu amei!
Não precisa nem falar que os olhos ficaram cheinho de lágrimas...
Esse é meu gorducho mais fofo... cadê o gato?


Achô!

Minhas orquídeas


Não quero nem falar em... pessoas, coisas e lugares que não estão nessas fotos, porque dói dói dói.

Snif,

Nat

2 comentários:

marcinha disse...

ei lindinha... se eu pudesse, "me enviava" junto com os gatinhos, as orquídeas... tudo pra Austrália, direto por sedex, e o que mais vc quisesse! bjsss... mamys... com saudades!

Carol disse...

que lindas orquideas!!! a mamis ta cuidando direitinho, hein?! ;)
sinto tambem essa falta, das pessoas que amo, principalmente da mamis em fortaleza. doi mesmo.
beijos,