sábado, 1 de novembro de 2008

"Tá" - pra não render

Sou uma franga e ainda tenho um bocado que ver da vida até dizer que sei de alguma coisa.
Mas tem certos assuntos que me fazem ser macaca velha o suficiente pra saber que devo manter minhas mãos longe de algumas cumbucas.

Muita experiência nem sempre significa esperteza pra discernir essas tais cumbucas.
E eu continuo a crer que tem coisa que é melhor não dizer, pra não perder a amizade, ou o dia, ou a dignidade.
Então tem coisas mesmo que não digo, em nome da minha paz de espírito.
Porque além das cumbucas, em merda que se preze não se mete a mão também.
Basta chegar perto pra sentir o drama. Eu quero é distância.

3 comentários:

*Ná* disse...

Tem hora que é melhor calar ou desviar o caminho! ahaha
Beijos

Cristal - a louca. disse...

merda a gente sente o cheiro de longe, nem precisa chegar perto...

Beijundas ^^

tititi disse...

Merda realmente é algo que ninguém quer pisar... mas todo mundo faz né, então nem dá pra julgar. O melhor é desviar das que não nos pertence e limpar só as nossas mesmo!
Voltei!!!!!!
Saudades!
Bjokas!