sábado, 6 de setembro de 2008

Adaptar-se


aos muitos momentos pelo qual passamos é exercício de paciência e sabedoria. A vida é feita de momentos, porém, mais que isso. Nós somos feitos de momentos.
Não somos um pedaço só, não somos planície. Somos montanhas com vales e picos, estradas que cortam e rios que seguem.
Cliché? Verdade, eu diria. Verdades são clichés, estão por toda parte. A gente é que tem que se virar com elas.

Me chateia não estar sempre numa boa, numa ótima. Porque a saudade me espreita na esquina, a caminho de qualquer lugar.
Não posso negar o isolamento, a solidão que às vezes sopram na minha cara como vento desavisado.
Isso me coloca em momentos, subindo e descendo os morros.
Não tenho paciência pra eles, fico irritada como criança que luta contra o sono. Tempo perdido, eu sinto.

Ou talvez se eu me cobrasse menos de estar sempre nos picos e nunca nas descidas, o próximo pico não pareça tão distante.
Mas tenho raiva desses momentos, queria controlá-los, evitá-los. Ansiedade para que passem, para que se resolvam por si mesmo. Não há nada além de esperar, na maior parte das vezes, para que os pedacinhos se juntem e eu me sinta mais forte, menos despedaçada.
Motivos para sorrir e concluir que sou feliz, sim, tenho vários. Mas os pedacinhos estúpidos que se soltaram nesse momento são cegos a isso.
Um pedaço aqui, outro aí.

Não tô a fim de dizer que não.
É assim que estou.


Nat

4 comentários:

.Ná. disse...

A gente tá sempre com pedacinhos soltos, né? Eu tô... sempre... mas tudo se acerta, a gente aprende...
Beijos

Lily disse...

Pense em 2 trechos de músicas: "Não existiria o som se não houvesse o silêncio", ou seja, se naum fossem os momentos maus, as decidas do morro e talz, não haveria os momentos bons, não haveria a felicidade!

E o outro trecho é: "Dizem que não há nada que você não se acostume"..rs
Então, a gente acaba se acostumando a tudo mesmo e se adaptando! Cabe a nós querer ou não deixarmos nos acostumar com certas situações chatas... E, para isso, é preciso lutar para não torná-las constantes!

Bjkss

Lily disse...

opa! loguei errado aí em cima! rs

Carol disse...

ai nat... como eh bom rever seu blog. vc sabe que me identifico muito com alguns momentos que vc tah vivendo. obrigada por escrever :)
beijos